Opep deve manter meta de produção na reunião de 5 de junho, dizem delegados

domingo, 31 de maio de 2015 16:15 BRT
 

VIENA (Reuters) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) manter sua meta de produção de petróleo na reunião da próxima sexta-feira, pois o mercado global parece estar em boa forma e os preços dos barris devem se estabilizar nos níveis atuais, disse um delegado sênior da Opep no Golfo Pérsico à Reuters.

Dois outros delegados da Opep disseram que não esperam mudanças na política da organização no dia 5 de junho, dia em que os países membros se reúnem em Viena.

Os preços do petróleo voltaram a subir depois de caírem para cerca de 45 dólares o barril em janeiro, valor mais baixo em seis anos, devido a um excesso de oferta global. O petróleo tipo Brent fechou a 65,56 dólares o barril na sexta-feira, alta de 2,9 dólares, ou 4,8 por cento, no dia.

"É improvável que a Opep tome uma decisão a respeito do seu teto de produção por dois motivos: o primeiro é que a Rússia e outros produtores não-membros da Opep já expressaram que não devem cooperar com políticas de corte de produção", disse o delegado da Opep neste domingo.

"E o segundo motivo é que o mercado está se estabilizando. Os preços devem continuar nos níveis atuais e o mais provável é que subam. A demanda também é forte e os estoques estão equilibrados. O mercado parece estar em boa forma", afirmou o delegado.

Os estoques de petróleo cru estão acima da média dos últimos cinco anos, mas os estoques de derivados estão dentro da média, acrescentou.

"É claro que, no final das contas, a decisão final será tomada pelos ministros assim que eles se reunirem", acrescentou.

((Tradução São Paulo, +5511 56447719))

RBS