Grécia não vai pagar FMI na 6ª sem perspectiva de acordo, diz parlamentar

quarta-feira, 3 de junho de 2015 08:10 BRT
 

ATENAS (Reuters) - A Grécia não fará um novo pagamento ao Fundo Monetário Internacional (FMI) em 5 de junho se não houver perspectiva de assinar um acordo em breve com seus credores internacionais de ajuda em troca de reformas, disse o porta-voz dos parlamentares do partido governista Syriza nesta quarta-feira.

O pagamento de 300 milhões de euros é o primeiro de quatro neste mês, totalizando 1,6 bilhão de euros, que precisam ser feitos por um país que depende de ajuda externa para se manter solvente.

A Grécia deve no total cerca de 320 bilhões de euros, dos quais por volta de 65 por cento para governos da zona do euro e o FMI e cerca de 8,7 por cento para o Banco Central Europeu.

Na terça-feira, os credores da Grécia prepararam as linhas gerais de um acordo a ser apresentado para o governo de esquerda de Atenas, na tentativa de concluir quatro meses de negociações e liberar ajuda antes que o país fique sem recursos.

"Se não houver a perspectiva de um acordo até sexta ou segunda, eu não sei quando exatamente, nós não iremos pagar", disse Nikos Filis à Mega TV.

O premiê grego, Alexis Tsipras, viaja para Bruxelas nesta quarta-feira para se encontrar com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.