Grécia propõe primário de 0,8% e 1,5% em 2015 e 2016; credores esperam meta mais austera

quarta-feira, 3 de junho de 2015 10:23 BRT
 

ATENAS/BRUXELAS (Reuters) - A proposta da Grécia a seus credores fixa a meta de superávit primário em 0,8 por cento neste ano e em 1,5 por cento no ano que vem, afirmaram à Reuters duas fontes próximas ao assunto, abaixo dos níveis previstos no programa de resgate do país e dos objetivos que serão apresentados pelos credores.

A proposta dos credores internacionais à Grécia prevê superávit primário de 1 por cento neste ano, 2 por cento em 2016, 3 por cento em 2017 e 3,5 por cento em 2018, segundo autoridades da zona do euro.

O plano será apresentado ao primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, em reunião com representantes dos credores em Bruxelas nesta quarta-feira.

As metas de superávit primário acertadas pelo governo grego anterior eram de 3 a 4,5 por cento.