Em busca de acordo, Grécia alerta que pode não pagar FMI

quarta-feira, 3 de junho de 2015 17:10 BRT
 

Por Foo Yun Chee e Karolina Tagaris

BRUXELAS/ATENAS (Reuters) - Os credores internacionais da Grécia sinalizaram nesta quarta-feira que podem estar prontos para fecharem um acordo para evitar um default, mesmo com Atenas advertindo que pode deixar de pagar um empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI) que vence nesta semana.

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, concordou em uma conversa telefônica com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o presidente francês, François Hollande, sobre a necessidade de uma solução imediata para as longas negociações sobre a dívida envolvendo uma meta mais baixa de superávit primário mais para a Grécia, disse uma autoridade grega.

A terceira conversa deles em uma semana aconteceu antes de Tsipras se encontrar com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, em Bruxelas, para ouvir os termos de um plano desenhado pela Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o FMI, após uma reunião com líderes presidida por Merkel na segunda-feira.

Com o tempo se esgotando, e buscando concluir quatro meses de negociações, os credores chegaram com uma oferta final.

No entanto, Tsipras produziu um plano próprio e disse que pretendia discutir o documento em Bruxelas, pedindo que os parceiros da zona do euro mostrem algum "realismo" e pedindo que um acordo deixe a Grécia escapar de uma "asfixia econômica".

 
Premiê grego, Alexis Tsipras, e presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, em Bruxelas 3/6/2015 REUTERS/Francois Lenoir