Grécia pode optar por eleições se for pressionada por ultimato de credores

quarta-feira, 3 de junho de 2015 19:51 BRT
 

ATENAS (Reuters) - O governo esquerdista da Grécia pode antecipar as eleições se seus credores internacionais forçarem o país a aceitar um acordo de reformas em troca de recursos que desrespeite seus limites ou arrisque a falência, disse o porta-voz do partido governista no Parlamento, nesta quinta-feira (horário local).

"Se nós formos pressionados a assinar um ultimato, está claro que nós não vamos assinar e vamos pedir ao povo que expresse seu ponto de vista", disse Nikos Filis ao programa on line da Mega TV.

"Se tiver um ultimato, claro que (nós vamos optar por eleições)", disse.

Os credores gregos - seus parceiros da zona do euro e o Fundo Monetário Internacional - sinalizaram na quarta-feira que estavam prontos para fechar um acordo para evitar um default, mesmo com Atenas advertindo que pode não pagar um empréstimo ao FMI que vence esta semana.

(Por George Georgiopoulos)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 5644-7727)) REUTERS FB RBS