Bolsas asiáticas recuam, mas Xangai sobe e supera nível de 5 mil pontos

sexta-feira, 5 de junho de 2015 07:37 BRT
 

Por Wayne Cole

SYDNEY (Reuters) - A maioria dos índices acionários asiáticos caíram nesta sexta-feira, com investidores se preparando para os dados de emprego dos Estados Unidos e mais um dia do drama em torno da Grécia.

A principal exceção foi a China, onde as ações avançaram após uma semana de altas e baixas. O mercado em Xangai subiu 1,5 por cento e ultrapassou a barreira de 5 mil pontos pela primeira vez desde 2008.

Às 7h30 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,35 por cento, em meio a um clima muito reprimido. O índice japonês Nikkei fechou com queda de 0,1 por cento.

Na mais recente reviravolta grega, o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, vai apresentar as propostas dos credores ao Parlamento às 12h (horário de Brasília) nesta sexta-feira, mas ele já afirmou que o plano é "extremo".

Antes que este provavelmente polêmico encontro comece, os mercados se preparavam para a mais nova leitura sobre empregos nos EUA. A mediana das estimativas em uma pesquisa da Reuters aponta que deve ser registrado um crescimento de 225 mil empregos, com a taxa de desemprego em 5,4 por cento.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,13 por cento, a 20.460 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,06 por cento, a 27.260 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 1,54 por cento, a 5.023 pontos.   Continuação...