Premiê grego diz que não pode aceitar proposta "absurda" de credores

sexta-feira, 5 de junho de 2015 14:34 BRT
 

ROMA (Reuters) - O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, chamou nesta sexta-feira a proposta de reformas em troca de dinheiro feita pelos credores de seu país de "absurda" e afirmou que não poderia aceitá-la, destacando esperar que os credores voltem atrás.

Em um discurso intransigente ao Parlamento, Tsipras disse que a proposta que Atenas fez nesta semana é a única base realista para um acordo com credores.

"As propostas enviadas pelos credores não são realistas", afirmou Tsipras. "O governo grego não pode consentir com propostas absurdas".

Apesar disso, a Grécia está mais perto do que nunca de um acordo pois a proposta de Atenas não é indiferente às necessidades dos credores, disse ele.

(Por Renee Maltezou, Karolina Tagaris e Angeliki Koutantou)

 
Primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, durante sessão parlamentar em Atenas.  05/06/2015   REUTERS/Alkis Konstantinidis