Ibovespa fecha em queda de 1% com ajustes a ADRs e noticiário externo

sexta-feira, 5 de junho de 2015 17:45 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou a sexta-feira no vermelho, com várias ações ajustando-se ao declínio de seus ADRs em Nova York na véspera, enquanto dados fortes de emprego nos Estados Unidos e a falta de progresso na questão grega endossaram o viés negativo.

O Ibovespa caiu 1,03 por cento, a 52.973 pontos, após o feriado de Corpus Christi na véspera. O giro financeiro de 5,93 bilhões de reais ficou abaixo da média diária do ano.

Na semana, o índice teve alta de 0,40 por cento.

O Departamento de Trabalho dos EUA informou que a criação de vagas fora do setor agrícola somou 280 mil em maio, maior alta desde dezembro, e a taxa de desemprego ficou em 5,5 por cento.

Após os dados, os futuros de juros norte-americanos passaram a precificar alta em outubro. Antes, agentes apostavam que o banco central dos EUA agiria em dezembro ou depois.

A decisão da Grécia de adiar um pagamento ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que venceria nesta sexta-feira, agrupando quatro pagamentos com vencimento em junho numa única parcela a ser quitada em 30 de junho, trouxe desconforto, enquanto segue o impasse nas negociações sobre a dívida.

Ações brasileiras com peso relevante no Ibovespa, como bancos e Petrobras, também sofreram com ajustes ao movimento dos ADRs (recibos de ação negociados nos EUA) na véspera, dia de feriado no Brasil.

  Continuação...