Premiê britânico diz que Europa deve seguir unida em sanções contra Rússia

domingo, 7 de junho de 2015 11:11 BRT
 

KRUEN, Alemanha (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que a Europa tinha que ficar unida para manter as sanções contra a Rússia apesar de toda a dor que causou ao bloco de 28 nações, incitando o G7 a enviar uma mensagem dura a Moscou sobre a Ucrânia.

Cameron falou após o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmar que a reunião do G7 nos Alpes da Baviera iria discutir como enfrentar a agressão russa na Ucrânia, em meio a uma onda de violência que há monitores culparam separatistas apoiado por Moscou.

"Nós precisamos ter certeza que a Europa permanece unida", Cameron disse a repórteres, depois de chegar à cúpula.

(Reportagem de Andrew Osborn)