Parlamentar norte-americano culpa a China por ciberataque contra os EUA

domingo, 7 de junho de 2015 19:17 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O presidente do comitê de Segurança Nacional do Congresso dos Estados Unidos disse neste domingo que o governo Chinês provavelmente foi o responsável pelo recente ataque cibernético aos computadores do governo norte-americano, que pode ter comprometido informações pessoais de mais de 4 milhões de funcionários e ex-funcionários federais.

O governo norte-americano disse na semana passada que ainda estava investigando a fonte do roubo de dados do sistema de computadores do Escritório de Administração Pessoal dos Estados Unidos, inclusive informações confidenciais e checagens de antecedentes de até três décadas atrás.

Pela natureza da invasão e os alvos, o republicano Michael McCaul acredita que o ataque teve origem dentro do governo chinês.

"Eu acredito que todas as indicações da ameaça apontam para o fato de que foi a China", disse McCaul no programa "Face the Nation", da emissora de televisão CBS. "Não foi um ataque para roubar dados de cartões de crédito", acrescentou. "Qualifica-se como espionagem, e isso levanta vários tipos de problemas com os quais precisamos lidar".

Vários oficiais americanos disseram, sob condição de anonimato, que acredita-se que os ataques tenham vindo da China, mas ainda não está confirmado se o governo chinês ou criminosos estiveram envolvidos.

(Por Anna Yukhananov)