Casa Branca nega que Obama tenha dito que dólar forte é um problema

segunda-feira, 8 de junho de 2015 08:36 BRT
 

KRUEN, Alemanha (Reuters) - Uma importante autoridade dos Estados Unidos negou nesta segunda-feira uma reportagem segundo a qual o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, teria dito aos países G7 que o dólar forte é um problema.

Mais cedo, a Bloomberg News citou uma autoridade francesa dizendo que Obama teria feito o comentário.

"O presidente não afirmou que o dólar forte é um problema", disse a autoridade norte-americana.

"Ele fez um comentário que havia feito anteriormente, várias vezes: que a demanda global é muito fraca e os países do G7 precisam usar todos os instrumentos de política, incluindo a política fiscal, bem como reformas estruturais e a política monetária, para promover o crescimento."

A reportagem da Bloomberg foi publicada após um grupo de repórteres franceses ter encontrado o presidente François Hollande nesta segunda-feira de manhã, antes do segundo dia da cúpula do G7.

O dólar caiu brevemente contra o euro e o iene japonês após a reportagem da Bloomberg, mas se recuperou após a negativa da Casa Branca.

Os líderes de EUA, Alemanha, França, Grã-Bretanha, Itália, Japão e Canadá discutiram a recuperação da economia mundial no primeiro encontro da cúpula, no domingo.

(Reportagem de Jeff Mason e Noah Barkin)

 
Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em foto de arquivo.  07/06/2015   REUTERS/Kevin Lamarque