Nova proposta de reforma da Grécia não é suficiente, dizem autoridades da UE

terça-feira, 9 de junho de 2015 09:36 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A nova proposta de reforma que a Grécia enviou às instituições que representam seus credores nesta terça-feira não é suficiente para fechar um acordo que destrave novos recursos ao país, disseram autoridades da União Europeia.

"O que foi entregue não é suficiente para avançar com o processo", disse uma autoridade da UE.

"Não é suficiente e não é aceitável para os Estados membros, eu diria", completou uma segunda autoridade.

O chefe dos porta-vozes da Comissão Europeia, que recebeu a proposta da Grécia, reiterou após as declarações que o órgão executivo da UE está estudando as sugestões e destacou que outras autoridades da UE "não falam pela" Comissão.

O porta-voz, Margaritis Schinas, disse mais cedo a repórteres que a Comissão, junto com o Banco Central Europeu e o FMI, está avaliando as sugestões da Grécia "com diligência e cuidado" e não quis comentar sobre a natureza da proposta.

(Reportagem de Jan Strupczewski e Alastair Macdonald)

 
Prédio do Parlamento grego, em Atenas. 09/06/2015 REUTERS/Alkis Konstantinidis