Índice regional recupera-se de mínimas de 3 meses mas Fed e Grécia pesam

quarta-feira, 10 de junho de 2015 07:58 BRT
 

Por Hideyuki Sano

TÓQUIO (Reuters) - O índice MSCI que reúne as ações da região Ásia-Pacífico exceto Japão se recuperou de mínimas de três meses nesta quarta-feira, embora a sombra de custos mais altos de empréstimos nos Estados Unidos e receios sobre a aparente falta de progresso nas conversas entre Grécia e seus credores tenha minado a confiança.

Às 7h52 (horário de Brasília), o índice MSCI das ações regionais exceto Japão avançava 0,2 por cento após ter atingido uma nova mínima de três meses. Em um certo momento o índice registrou queda de 9 por cento ante a máxima de sete anos alcançada no final de abril.

O índice japonês Nikkei foi na direção oposta e recuou 0,3 por cento para mínimas de três semanas.

"Agentes do mercado estão reduzindo posições de risco por cautela sobre maior volatilidade nos mercados de taxa de juros", disse o chefe de ações e commodities globais do BNP Paribas em Tóquio, Kyoya Okazawa.

Os mercados acionários ao redor do mundo, particularmente alguns mercados emergentes dependentes de capital estrangeiro, têm sido impactados por expectativas crescentes de que o Federal Reserve, banco central dos EUA, começará a elevar a taxa de juros antes do final do ano.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,25 por cento, a 20.046 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,12 por cento, a 26.687 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,15 por cento, a 5.106 pontos.   Continuação...