Vale projeta queda na produção de minério ferro de alta qualidade na China em 2015

quarta-feira, 10 de junho de 2015 11:48 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A China deverá reduzir sua produção de minério com alta concentração de ferro em 2015 para menos de 200 milhões de toneladas, ante 240 milhões de toneladas em 2014, estimou nesta quarta-feira o presidente-executivo da mineradora Vale, maior produtora global de minério, Murilo Ferreira.

O comércio transoceânico global de minério de ferro, segundo o executivo, deverá aumentar para 1,44 bilhão de toneladas de minério de ferro este ano, ante 1,39 bilhão de toneladas no ano passado.

As estimativas foram feitas pelo executivo ao conversar com jornalistas, antes de um evento no Rio de Janeiro. As referências dadas por ele, no entanto, acabaram sendo corrigidas posteriormente pela assessoria de imprensa da Vale.

Ferreira avaliou que o setor siderúrgico chinês deve apresentar melhora no segundo semestre, em relação ao primeiro. O otimismo, segundo o executivo, tem como base as reduções das taxas de juros na China, entre outros estímulos.

O presidente da Vale destacou que apesar da redução dos preços do minério nos últimos meses, a empresa não aumentou sua dívida e "dificilmente" a companhia vai realizar emissões em dólar ou em euro neste ano.

Entretanto, ponderou que caso a empresa tenha uma oportunidade interessante, pode utilizá-la para melhorar o perfil de sua dívida.

"Pode eventualmente até surgir alguma janela de oportunidade e a gente substituir dívida, como a gente está falando, por uma dívida mais competitiva, mas dificilmente a gente vai no mercado americano ou europeu", afirmou o executivo. "Não vamos aumentar dívida."

(Por Marta Nogueira e Stephen Eisenhammer)