Conab reduz estimativa de safra de trigo do Brasil 2015 para 6,76 mi t

quinta-feira, 11 de junho de 2015 13:28 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O governo brasileiro reduziu nesta quinta-feira sua previsão para a safra de trigo 2015, acompanhando uma queda de área cultivada nos dois principais Estados produtores, mas ainda prevê uma colheita recorde de 6,76 milhões de toneladas.

Relatório mensal de Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgado nesta quinta-feira indicou uma redução de 4,1 por cento ante a previsão de maio, de 7,05 milhões de toneladas. O volume ainda supera o recorde anterior de 6,13 milhões de toneladas em 1987.

A safra de 2015 é de recuperação de produtividades, principalmente no Rio Grande do Sul, segundo maior produtor do Brasil, que teve uma forte quebra na colheita de 2014, em função de problemas climáticos.

Por outro lado, o relatório desta quinta-feira aponta uma redução de área total de 4,1 por cento ante a previsão de maio e de 9,2 por cento ante 2014, para 2,5 milhões de hectares.

"A diminuição da área é justificada pelas condições comerciais desfavoráveis e elevação dos custos de produção", disse a Conab sobre o Paraná, principal Estado produtor de trigo no país, onde o recuo na área deverá ser de 4,8 por cento ante o ano anterior.

A Conab projetou também queda de 15 por cento na área de cultivo do Rio Grande do Sul, na comparação com 2014.

Especialistas ouvidos pela Reuters destacaram que a perspectiva de chuvas prejudiciais para a safra, em função da ocorrência de El Niño este ano, está desestimulando o investimento em tecnologia e diminuindo a intenção de plantio dos agricultores gaúchos. [nL1N0YU0Z3]

Para a soja e o milho as estimativas para a colheita 2014/15 foram elevadas para 96 milhões e 80,2 milhões de toneladas respectivamente. Anteriormente a previsão para a colheita de soja era de 95,1 milhões de toneladas e para o milho, de 78,6 milhões.

(Por Gustavo Bonato)

 
Trator trabalha em plantação de trigo no Pará. 23/04/2013 REUTERS/Nacho Doce