Economistas elevam projeção de inflação em 2015 a 8,79%, mantêm Selic a 14,0%

segunda-feira, 15 de junho de 2015 10:02 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Economistas de instituições financeiras mantiveram a projeção para a Selic mas pioraram com força o cenário para a inflação ao final deste ano após sinais de resistência da alta dos preços.

Segundo a pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira, a estimativa para a taxa básica de juros no final de 2015 continua sendo de 14,0 por cento.

Mas sobre a inflação, os especialistas consultados elevaram a perspectiva de alta do IPCA no final deste ano a 8,79 por cento, contra 8,46 por cento na pesquisa anterior, na nona semana seguida de piora da projeção.

O IPCA de maio surpreendeu ao acelerar a alta a 0,74 por cento na comparação mensal, chegando a 8,47 por cento em 12 meses, maior taxa acumulada desde dezembro de 2003.

Na ata da última reunião do Copom, o BC endureceu o discurso ao informar que há a necessidade de "determinação e perseverança" no combate à inflação e reafirmou que os ajustes de preços relativos na economia fazem com que a inflação se eleve no curto prazo e tenda a permanecer elevada em 2015. O endurecimento do tom levou parte dos especialistas a acreditar que o atual ciclo de aperto monetário pode ser mais forte.

(Por Camila Moreira)

 
Logo do Banco Central visto na sede, em Brasília.   15/01/2014   REUTERS/Ueslei Marcelino