Hungria revela plano de erguer cerca na fronteira com a Sérvia para impedir imigrantes 

quarta-feira, 17 de junho de 2015 11:15 BRT
 

Por Marton Dunai

BUDAPESTE (Reuters) - A Hungria anunciou nesta quarta-feira planos de construir uma cerca de quatro metros de altura ao longo de sua fronteira com a Sérvia para deter o fluxo de migrantes ilegais, uma medida que deve contrariar grupos de direitos humanos e a União Europeia.

O país de 10 milhões de habitantes, que se localiza no centro da Europa e não tem acesso ao mar, é signatário do Acordo de Schengen, que libera a circulação de habitantes da Europa sem visto, e por isso é um destino atraente para dezenas de milhares de migrantes que chegam do Oriente Médio e de outras regiões ao continente pelos Bálcãs.

“A imigração é um dos problemas mais sérios que a União Europeia enfrenta hoje”, disse o ministro húngaro das Relações Exteriores, Peter Szijjarto, em uma coletiva de imprensa em Budapeste. “Os países da UE buscam uma solução... mas a Hungria não pode se dar ao luxo de esperar mais.”

“Estamos falando de uma extensão de fronteira de 175 quilômetros, cujo fechamento físico pode acontecer com uma cerca de quatro metros de altura”, acrescentou.

Szijjarto afirmou que a cerca que a Hungria planeja erguer não viola quaisquer acordos internacionais, e que o governo fará uma reunião de alto escalão com a Sérvia, que não é parte da UE, no dia 1º de julho para discutir seus planos.