CORREÇÃO-Nova regra de aposentadoria reduz gastos em R$50 bi até 2026

quinta-feira, 18 de junho de 2015 11:51 BRT
 

(Corrige 1º parágrafo para esclarecer que o sistema de aposentadoria aprovado pelo Congresso e vetado pela presidente Dilma Rousseff representaria uma despesa adicional de R$100 bilhões até 2030, e não que a nova regra de aposentadoria em medida provisória garantirá uma economia desse valor)

BRASÍLIA (Reuters) - A nova regra de aposentadoria na medida provisória editada pelo governo federal representa 50 bilhões de reais a menos em gastos com Previdência até 2026, enquanto o sistema aprovado pelo Congresso e vetado pela presidente Dilma Rousseff significaria uma despesa adicional de 100 bilhões de reais até 2030, disse nesta quinta-feira o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.

Já o Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que a Medida Provisória 676, publicada no Diário Oficial nesta quinta-feira e que altera a fórmula para a aposentadoria, não gera nenhuma deterioração em relação à situação anterior do ponto de vista fiscal.