SAIBA MAIS -Após 71 anos, Odebrecht depende menos de construção e do Brasil

sexta-feira, 19 de junho de 2015 14:00 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Maior construtora do país, a Odebrecht teve três executivos presos pela Polícia Federal nesta sexta-feira, incluindo o presidente Marcelo Odebrecht, no âmbito da operação Lava Jato, que investiga denúncias de corrupção envolvendo a Petrobras.

A companhia também tem sido alvo de polêmicas devido à participação em obras no exterior com investimento do BNDES, como em Cuba.

PERFIL

= A companhia é chefiada desde 2008 por Marcelo Odebrecht, da terceira geração da empresa criada em 1944, por filho de imigrantes alemães.

= O conglomerado, que tem 15 braços de negócios, fechou 2014 com receita bruta de 107,7 bilhões de reais, alta anual de 20 por cento. A divisão de engenharia e construção respondeu por 31 por cento desse montante.

= Metade da receita global é da petroquímica Braskem, na qual é majoritária com 50,1 por cento das ações ordinárias e 38 por cento do capital. A Braskem tem participação da Petrobras.

= A fatia de operações internacionais da Odebrecht, que era de 39 por cento em 2011, será superior a 50 por cento em 2016.

= Com 172 bilhões de reais em ativos, a Odebrecht se qualifica como quinto maior grupo privado do país. Opera em 21 países, incluindo Américas, África, Europa e Oriente Médio, com um total de 168 mil funcionários.   Continuação...