Bovespa cai 1% após dados econômicos ruins; Braskem desaba 10%

sexta-feira, 19 de junho de 2015 18:15 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou no vermelho nesta sexta-feira, em meio a dados econômicos domésticos negativos e perdas em Wall Street, e com Braskem despencando mais de 10 por cento após prisão de executivos da controladora Odebrecht, em nova fase da operação Lava Jato.

O Ibovespa caiu 0,9 por cento, a 53.749 pontos. O giro financeiro do pregão ficou abaixo das médias do mês e do ano, a 5,7 bilhões de reais. Na semana, o índice acumulou ganho de 0,75 por cento.

A economia brasileira iniciou o segundo trimestre com contração maior que a esperada, de acordo com o índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB).

O indicador recuou 0,84 por cento em abril sobre março, ante expectativa de queda de 0,4 por cento pela mediana de pesquisa Reuters..

A prévia da inflação oficial brasileira, por sua vez, acelerou ainda mais em junho, para 0,99 por cento, maior taxa para o mês em quase duas décadas, pressionada pelos preços de alimentos e despesas pessoais.

No acumulado em 12 meses, o IPCA-15 alcançou 8,80 por cento - a maior alta desde dezembro de 2003, de acordo com o IBGE.

Dados do Ministério do Trabalho ainda mostraram que o país perdeu 115.599 vagas formais de trabalho em maio, muito acima do fechamento de 38 mil postos no mês estimado em pesquisa da Reuters.

“Tanto o IBC-Br quanto o Caged (trabalho) mostraram que a atividade econômica está passando por rápido encolhimento. A pergunta fundamental é quando esse processo reverterá. Minha percepção é que ainda teremos alguns trimestres ruins pela frente.”, disse o economista Samuel Kinoshita, sócio na MVP Capital Gestão de Recursos.   Continuação...