Grécia vai tentar trazer mais à mesa em negociações sobre dívida, diz ministro

sábado, 20 de junho de 2015 09:20 BRT
 

ATENAS (Reuters) - A Grécia vai tentar trazer mais à mesa nas negociações para firmar um acordo sobre sua dívida e o primeiro-ministro Alexis Tsipras provavelmente conversará com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, ao telefone neste sábado para tentar romper o impasse.

O tempo está se esgotando para que a Grécia assegure um acordo que libere recursos em troca de reformas econômicas com seus credores internacionais para evitar um default no fim de junho, que poderia expulsá-la da zona do euro. Com poupadores nervosos sacando bilhões de bancos gregos, Atenas pode ter de impor controles de capital em dias para estancar o fluxo.

Não ficou imediatamente claro quanto o governo da Grécia, que venceu as eleições em janeiro com promessas de tirar o povo da austeridade, está disposto a se curvar para assegurar um acordo ou quais ofertas adicionais poderia fazer.

Embora a Grécia tenha batido o pé contra demandas sobre cortes nas pensões e alguns aumentos de impostos, seus líderes têm continuado a soar otimistas antes de uma cúpula emergencial da zona do euro na segunda-feira.

"Vamos tentar suplementar a nossa proposta para nos aproximarmos de uma solução", disse o ministro do Estado Alekos Flabouraris ao canal de televisão Greek Mega.

"Não estaremos lá com a proposta antiga. Estamos trabalhando para ver onde podemos convergir, para que possamos chegar a uma solução mutuamente benéfica".