Agricultura familiar ganha cota de 30% nas compras de órgãos federais

segunda-feira, 22 de junho de 2015 12:35 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os órgãos federais deverão destinar pelo menos 30 por cento dos recursos que usam na compra de alimentos para aquisição de itens produzidos pela agricultura familiar, em medida anunciada pelo governo nesta segunda-feira que deverá garantir um mercado de 1,3 bilhão de reais aos pequenos agricultores.

A informação foi divulgada pelo Ministério da Desenvolvimento Social e Combate à Fome, durante o lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/16.

Entre os órgãos incluídos na diretriz estão aqueles de administração direta e indireta, desde ministérios até autarquias.

No Brasil, existem 4,3 milhões de estabelecimentos da agricultura familiar (84 por cento do total de propriedades), de acordo com dados do governo.

A agricultura familiar produz parcela importante dos alimentos consumidos pelos brasileiros (70 por cento do feijão, 83 por cento da mandioca, 69 por cento das hortaliças, 58 por cento do leite, 51 por cento das aves) e responde por 74 por cento da mão de obra no campo.

O setor também contribui com 33 por cento do valor bruto da produção agropecuária, de acordo com o último censo agropecuário.

(Por Leonardo Goy)