BCE mantém Grécia viva enquanto líderes se reúnem

segunda-feira, 22 de junho de 2015 13:55 BRT
 

Por George Georgiopoulos e Shadia Nasralla

ATENAS (Reuters) - Membros do Banco Central Europeu (BCE) vão discutir se ampliam a linha de financiamento para a Grécia de novo após a reunião de líderes da zona do euro nesta segunda-feira, disseram autoridades.

Com os nervosos correntistas e empresas gregos sacando bilhões de euros em dinheiro das contas, os bancos do país estão quase totalmente dependentes dos recursos do banco central para evitar o colapso e possivelmente arrastar o país com eles.

Após elevar o crédito emergencial para bancos gregos para cerca de 86 bilhões de euros na semana passada, o BCE concordou com mais 2 bilhões de euros para a Assistência de Liquidez Emergencial (ELA, na sigla em inglês) nesta segunda-feira, disseram à Reuters pessoas com conhecimento do assunto.

Isso deu espaço para Atenas respirar, permitindo que os bancos continuassem abertos no momento em que o primeiro-ministro Alexis Tsipras, busca alcançar um acordo com a zona do euro em reunião em Bruxelas.

O presidente do banco central da Áustria, Ewald Nowotny, disse mais tarde que o Conselho, formado por presidentes de bancos centrais da zona do euro e o Executivo do BCE, conversará de novo para discutir o resultado da cúpula de líderes.

Isso foi confirmado por outras pessoas familiarizadas com o assunto.

"O Conselho elevou o teto de ELA e voltará a se reunir novamente via teleconferência quando for necessário", disse uma fonte, após correntistas terem sacado cerca de 4,2 bilhões de euros dos bancos gregos na semana passada.

O BCE vinha aprovando financiamento de emergência semanalmente, mas agora está se reunindo quase diariamente já que os saques bancários continuam e as negociações alcançam um clímax.

 
Vendedor ambulante com bandeiras da Grécia e da UE, em Atenas. 22/06/2015 REUTERS/Yannis Behrakis