Promotores da Alemanha apresentam mais acusações contra ex-CEO da Porsche

segunda-feira, 22 de junho de 2015 13:54 BRT
 

BERLIM (Reuters) - Promotores alemães apresentaram mais acusações contra dois ex-executivos de alto escalão da Porsche SE, uma holding, acerca do papel deles na tentativa fracassada da companhia de adquirir a Volkswagen em 2008.

O tribunal regional em Stuttgart, onde a Porsche é sediada, disse nesta segunda-feira que acusações foram apresentadas contra o ex-presidente-executivo Wandelin Wiedeking e o ex-diretor financeiro Holger Haerter, com base na divulgação da Porsche em outubro de 2008 de que detinha opções que dariam à empresa controle sobre quase três quartos da VW.

"O comunicado enganoso à imprensa consta das acusações contra os réus pois sugere que no futuro apenas algumas ações ordinárias da VW estariam disponíveis no mercado e, portanto, sugeria um aperto permanente do mercado", disseram promotores de Stuttgart em comunicado nesta segunda-feira.

Os advogados que representam Wiedeking e Haerter, que enfrentarão audiências no tribunal a partir de 31 de julho com base em acusações de manipulação de mercado apresentadas em 2012, negaram qualquer delito por parte de seus clientes.

As acusações iniciais analisavam principalmente sobre onde e como a Porsche camuflou seus planos de aquisição, enquanto as novas acusações referem-se às implicações da estratégia de hedge da Porsche, disse uma porta-voz para os promotores.

(Por Andreas Cremer e Jan Schwartz)