BCE eleva financiamento emergencial para bancos gregos, dizem fontes

terça-feira, 23 de junho de 2015 09:04 BRT
 

FRANKFURT/ATENAS (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) elevou sua linha de financiamento para os bancos gregos de novo nesta terça-feira, disseram fontes com conhecimento direto do assunto, permitindo que os bancos do país continuem abertos enquanto Atenas busca fechar um acordo com credores.

O mais recente aumento é de "um pouco menos de um bilhão de euros", disse uma das pessoas à Reuters. Isso eleva o valor do programa Assistência de Liquidez Emergencial (ELA, na sigla em inglês) do BCE para cerca de 89 bilhões de euros.

"Isso está seguindo o sinal positivo da cúpula de líderes", disse a pessoa. Duas outras fontes confirmaram que o limite havia sido elevado.

A medida, que representa o terceiro dia seguido em que o BCE sanciona financiamento adicional, foi adotada após a apresentação na segunda-feira por Atenas de novas propostas orçamentárias que líderes da zona do euro consideraram como a base de um possível acordo.

Com correntistas e empresas gregos sacando bilhões de euros em dinheiro de suas contas, os bancos do país estão quase inteiramente dependendentes do financiamento do banco central para evitar o colapso e possivelmente arrastar o país com eles.

O novo aumento no ELA dá algum respiro no momento em que o primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, busca chegar a um acordo formal com os credores da zona do euro.

(Reportagem de Marc Jones, John O'Donnell e George Georgiopoulos)