Oferta pública de ações do ABN Amro pode ser adiada para 2016

terça-feira, 23 de junho de 2015 14:59 BRT
 

AMSTERDÃ (Reuters) - A oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) do ABN Amro, que deve avaliar o banco em mais de 15 bilhões de euros, pode ser adiada para o ano que vem, disse o ministro das Finanças holandês, Jeroen Dijsselbloem, nesta terça-feira.

Falando ao parlamento em um debate sobre se o banco estatizado deveria ser privatizado, Dijsselbloem disse que o IPO ainda é possível no outono do Hemisfério Norte, mas que não está certo após as disputas sobre pagamento de executivos terem atrasado o processo por dois meses.

"Não sei se pode ocorrer até o fim do ano", disse Dijsselbloem.

"O que importa para mim é que a captação é boa, que podemos pagar de volta aos contribuintes o máximo possível. Se isso significar que ocorrerá no começo do ano que vem, não é uma questão de prestígio político para mim."

O ABN Amro foi nacionalizado durante a crise financeira de 2008 em uma operação que eventualmente custou aos contribuintes holandeses cerca de 24 bilhões de euros. Após anos de reestruturação, o banco tem um valor contábil de 15,6 bilhões de euros, o que analistas apontam uma indicação de seu valor de mercado.

(Por Toby Sterling)