Integrantes da ANP e Minas e Energia cotados para diretorias de agência, dizem fontes

quarta-feira, 24 de junho de 2015 16:24 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Integrantes da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e do Ministério de Minas e Energia estão entre os cotados para ocupar duas cadeiras que ficarão vagas a partir da próxima semana na diretoria da autarquia do setor petrolífero, afirmaram à Reuters duas fontes com conhecimento do assunto.

Os diretores Helder Queiroz e Florival Carvalho deixam a diretora da ANP no fim desta semana, quando terminam os respectivos mandatos.

A atual diretora-geral da ANP, Magda Chambriard, cujo mandato termina em 2016, está tentando indicar pelo menos uma pessoa de sua confiança, explicou a fonte, que pediu anonimato por não ter permissão para falar sobre o assunto com a imprensa. 

A outra indicação, disse a fonte, viria do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga.

Chambriard teria sugerido dois nomes para ao menos uma das vagas: o chefe de Gabinete da agência, Silvio Jablonski, e o superintendente de abastecimento da ANP, Aurélio Amaral.

"Cada um, Magda e Braga, quer indicar um nome. E eles já começam a ser falados", disse a fonte, na condição de anonimato.

"Um ministro com uma atuação intensa no MME não abriria mão de indicar um nome para a diretoria", acrescentou.

Outra cotada para uma das diretorias da autarquia, seria, de acordo com as duas fontes, a diretora do Departamento Gás Natural do Ministério de Minas e Energia, Symone Araújo, que também ocupa um cargo no Conselho Fiscal da estatal do pré-sal, a PPSA.

Apesar de a lei permitir uma recondução ao cargo para cumprir mais um mandato, o diretor Helder Queiroz já manifestou publicamente que seu ciclo na ANP foi concluído e que vai se dedicar a projetos pessoais dentro e fora do país como professor e consultor na área de óleo e gás.   Continuação...