Francesa Voltalia conclui eólica no RN, mas aguarda transmissão para operar

quinta-feira, 25 de junho de 2015 11:08 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo francês Voltalia concluiu a instalação de um complexo eólico de 108 megawatts no município de São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte, mas aguarda a conclusão da infraestrutura necessária para transmitir a energia para o sistema, o que faz com que a usina ainda não possa iniciar as operações.

"A geração de energia só iniciará após a conclusão da subestação ICG Touros..., prevista para entrada em operação em fevereiro de 2016", disse a empresa em nota nesta quinta-feira.

A Voltalia afirmou que deu início aos procedimentos necessários junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para começar a receber receita pela usina, uma vez que as regras do leilão que viabilizou o complexo, em 2011, protegem o gerador no caso de atraso de instalações de transmissão que não estejam sob sua responsabilidade.

No caso de São Miguel do Gostoso, a responsabilidade pela linha de transmissão é da Chesf, do Grupo Eletrobras.

A Voltalia informou também que prevê para "até o final deste ano" a entrada em operação do parque eólico Vamcruz, também no Rio Grande do Norte, com capacidade de 93 megawatts.

A empresa disse que "acelerou o processo de construção" do empreendimento, uma parceria com a Chesf, e este "irá contribuir para as receitas do grupo francês ainda neste ano".

Os parques de São Miguel do Gostoso e Vamcruz somam investimentos de aproximadamente 1 bilhão e contam com aerogeradores fornecidos pela espanhola Acciona.

(Por Luciano Costa)