Redução das desonerações da folha terá impacto de R$200 mi para setor aéreo, diz Abear

quinta-feira, 25 de junho de 2015 12:06 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, disse que a reversão da política de desonerações da folha de pagamento, cujo texto-base do projeto de lei foi aprovado pela Câmara dos Deputados na madrugada desta quinta-feira, deve resultar em uma ampliação de custo de 200 milhões de reais anuais para o setor aéreo.

"No texto original, estamos enquadrados na alíquota de 1,5 por cento como setor de transportes. Isso significa para nós uma reoneraçao de pouco mais de 200 milhões de reais no ano na indústria. Mas é bem melhor que os 2,5 por cento previstos inicialmente, no qual iríamos para quase 600 milhões de reais", declarou Sanovicz em coletiva de imprensa nesta quinta-feira.

Sanovicz tambem comentou que foi assinada na quarta-feira a convenção coletiva de trabalho dos aeronautas, encerrando um debate de seis meses.

(Por Priscila Jordão)