Eletrobras Alagoas fica inadimplente com problemas em repasses do governo

sexta-feira, 26 de junho de 2015 19:23 BRT
 

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - A Ceal, concessionária do Grupo Eletrobras que atende o Estado do Alagoas, ficou inadimplente em pagamentos e sob ameaça de expulsão do mercado, com o governo federal tendo problemas para regularizar o fluxo de pagamentos às distribuidoras de energia elétrica, apesar dos elevados reajustes nas tarifas neste ano.

A informação sobre a inadimplência consta de ata da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) vista pela Reuters e foi confirmada nesta sexta-feira pela distribuidora.

A empresa disse que ficou inadimplente em função do descompasso entre os custos maiores pela compra da energia termelétrica mais cara e o ingresso dos recursos das bandeiras tarifárias, "que ainda se mostram insuficientes em nível nacional", segundo resposta a questionamento da Reuters.

A concessionária também confirmou que tem recursos em atraso a receber da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), fundo que repassa às elétricas recursos para bancar subsídios tarifários e programas sociais, como descontos para famílias de baixa renda e o programa Luz Para Todos.

A expectativa é que o caixa "se ajuste até o final do ano", acrescentou a Ceal, por meio de sua assessoria de imprensa.

Após a empresa não cumprir com débitos em liquidações financeiras realizadas pela CCEE referentes a março e abril, a instituição aprovou na terça-feira o desligamento da Ceal do mercado, o que implicaria no cancelamento de todos contratos de compra e venda de energia da concessionária.

O desligamento agora será analisado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que no limite poderia cassar a concessão da distribuidora. A opção, porém, é menos provável, uma vez que a empresa culpa o descasamento de fluxo de caixa do setor pelos débitos.

Procurada, a Eletrobras não comentou o assunto.   Continuação...