Levy deixa hospital em Brasília e viajará aos EUA

sábado, 27 de junho de 2015 14:09 BRT
 

Por Alonso Soto

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que estava "bem" ao deixar um hospital de Brasília na madrugada de sábado, após sofrer uma embolia pulmonar leve, e manterá viagem aos Estados Unidos.

A assessoria de imprensa do Ministério da Fazenda confirmou que Levy mantém a agenda de viagem e partirá para Nova York em voo comercial na noite deste sábado para acompanhar a presidente Dilma Rousseff em uma visita oficial aos Estados Unidos.

Levy assumiu o ministério em janeiro e comanda um plano de ajuste fiscal para reconquistar a confiança dos investidores na economia brasileira.

"Está tudo bem", disse Levy, de 54 anos, a um grupo de repórteres, falando da parte de trás de um carro do lado de fora do Hospital do Coração, mas não deu mais detalhes sobre sua saúde.

Em entrevista coletiva, o ministro Edinho Silva, da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, afirmou que Levy foi medicado e está liberado para exercer suas funções.

Edinho disse que pelas informações que tem Levy sofreu uma embolia pulmonar leve, e acrescentou que o ministro da Fazenda tem "plenas condições do exercício da sua função".

Levy foi internado na noite de sexta-feira com dores no peito e foi diagnosticado com uma embolia pulmonar leve, segundo um porta-voz do Ministério da Fazenda.

A viagem das autoridades brasileiras começa em Nova York, e depois seguem para Washington e Vale do Silício.

(Reportagem adicional de Marcela Ayres e Luciana Otoni)