Ministro das Finanças grego nega que prefira controles de capital

domingo, 28 de junho de 2015 10:00 BRT
 

ATENAS (Reuters) - O ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, negou que tenha dito que o governo prefere a adoção de controles de capital, afirmando que a medida seria incompatível com o conceito de união monetária, de acordo com um comunicado de seu ministério neste domingo.

Mais cedo, a BBC Radio informou que Varoufakis havia dito que Atenas vai considerar neste domingo a adoção de controles de capital, além do fechamento de bancos do país na segunda-feira.

Quando questionado se controles de capital são inevitáveis e se os bancos seriam fechados, Varoufakis disse à BCC: "Esta é uma questão sobre a qual teremos que trabalhar durante a noite com as autoridades apropriadas tanto aqui na Grécia quanto em Frankfurt."

"É da nossa opinião que uma união monetária que não pode garantir o funcionamento dos bancos, especialmente sob o pretexto de que o povo grego teve a audácia de exigir ter voz sobre seu futuro, constitui uma importante negação do princípio de união monetária."

(Reportagem de Michele Kambas e Andrew Osborn)