Crescimento empresarial da zona do euro atinge máxima de 4 anos, mostra PMI

segunda-feira, 23 de novembro de 2015 09:47 BRST
 

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - A atividade empresarial da zona do euro acelerou no ritmo mais rápido desde meados de 2011 em novembro, mais do que o esperado, uma vez que a moeda fraca e os cortes de preços ajudaram a impulsionar as novas encomendas, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta segunda-feira.

"São bons números. Para a região como um todo estamos olhando para um crescimento de 0,4-0,5 por cento. Não estamos vendo apenas a atividade atingir máximas, mas também o emprego e novos negócios", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

O PMI Composto do Markit, baseado em pesquisas junto a milhares de empresas e visto como um bom guia do crescimento, saltou para a máxima de mais de quatro anos de 54,4 este mês, contra 53,9 em outubro e expectativa em pesquisa da Reuters de 53,9.

O índice tem ficado acima da marca de 50 que separa crescimento de contração desde julho de 2013.

O PMI de indústria atingiu a máxima de 19 meses de 52,8, contra 52,3 em outubro. Já o PMI de serviços expandiu no ritmo mais rápido desde maio de 2011, atingindo 54,6 contra 54,1.

 
Escultura do logo do euro na ex-sede do Banco Central Europeu, em Frankfurt.    10/06/2010    REUTERS/Ralph Orlowski