China promete impulsionar setores de varejo, saúde e viagens para incentivar consumo

segunda-feira, 23 de novembro de 2015 08:58 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - A China vai promover o desenvolvimento dos setores varejista, de saúde, viagens e esportes em uma tentativa de impulsionar o consumo doméstico, disse o gabinete do país no domingo.

Em um comunicado em seu site, o Conselho de Estado disse que vai encorajar instituições financeiras a aceitarem uma faixa mais ampla de garantias para estender os empréstimos a "negócios relacionados a estilo de vida".

Outros setores que o governo citou são aqueles de serviços relacionados às famílias e aos mais velhos, cultura, lei, acomodação e alimentação, bem como educação e treinamento.

O Conselho de Estado disse que o governo também vai expandir o crédito ao consumidor, melhorar o sistema de pagamentos por Internet e estudar a gestão de taxas de cartão de crédito "para reduzir ainda mais as despesas gerais" relacionadas a seu uso. Não foram dados detalhes.

O governo vai reprimir a manipulação de preços como também a venda de produtos falsificados, e processar monopólios e negócios que façam competição desleal, de acordo com o comunicado.

Os principais líderes sinalizaram um "novo normal" de crescimento mais lento enquanto tentam deixar a segunda maior economia do mundo mais voltada para o desenvolvimento sustentável e guiado pelo consumo.