Conselho da resseguradora IRB Brasil decide por suspensão de IPO

segunda-feira, 23 de novembro de 2015 09:29 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Itaú Unibanco e a BB Seguridade informaram nesta segunda-feira pedido para suspensão por 60 dias da oferta pública inicial de ações (IPO) da resseguradora IRB Brasil Re.

O pedido de interrupção da operação foi protocolado em 19 de novembro após deliberação pelo Conselho de Administração do IRB.

Em outubro, uma fonte havia afirmado à Reuters que o IPO da resseguradora havia sido suspenso por conta das condições desfavoráveis do mercado. Alguns dias antes, o IPO da Caixa Seguridade também havia sido interrompido pelo mesmo motivo.

A operação do IRB Brasil é liderada por Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e JP Morgan.

O IRB foi um monopólio estatal por sete décadas até que o governo federal abriu o mercado de resseguros do país para a competição em 2007. Agora, possui entre seus acionistas, além da União, BB Seguridade, Bradesco Auto Re Companhia de Seguros, Itaú Seguros, Itaú Vida e Previdência e o Fundo de Investimento em Participações Caixa Barcelona, que juntos detêm mais de 90 por cento do capital social da empresa.

(Por Priscila Jordão)