Alupar diz que acordo sobre déficit hidrelétrico melhora resultado em 2015

segunda-feira, 23 de novembro de 2015 11:53 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Alupar, que investe em geração e transmissão de energia elétrica, espera uma redução na alavancagem e melhora do resultado operacional com a adesão a um acordo oferecido pelo governo federal para compensar hidrelétricas por perdas com a seca em 2015, afirmou nesta segunda-feira o diretor financeiro da empresa, José Luiz de Godoy.

O executivo disse, durante apresentação a acionistas e analistas de mercado, que a compensação proposta deverá elevar o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 2015 em 100 milhões de reais.

"Acho que isso foi bastante bem bolado... achei a solução bastante interessante", disse Godoy, ao comentar a proposta apresentada pelo governo.

Pelo acordo, as empresas deverão, em troca da compensação, pagar um "prêmio de risco" que será revertido ao consumidor e vai variar de acordo com o risco de déficit hídrico que a companhia desejar assumir para suas usinas. Caso o déficit ultrapasse esse patamar, o custo será do consumidor.

"Isso (o desconto e o risco assumido) vai variar de projeto a projeto, não dá para ter uma decisão única (para todas usinas da Alupar)", explicou o executivo.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deu até 14 de dezembro para que as empresas interessadas na compensação aceitem o acordo e retirem ações judiciais com as quais obtiveram proteção contra o déficit hídrico.

Com mais de cem liminares em vigor, a liquidação financeira do mercado de curto prazo de energia do Brasil, realizada pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), foi paralisada no início deste mês.

TAMBÉM NEGOCIA ACORDO EM TRANSMISSÃO   Continuação...