Bovespa fecha estável com queda de Vale e Bradesco ofuscando avanço da Petrobras

segunda-feira, 23 de novembro de 2015 18:13 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou o primeiro pregão da semana com o seu principal índice praticamente estável, após quatro altas seguidas, com o recuo nos papéis do Bradesco e da Vale ofuscando o avanço das ações das Petrobras, em meio ao quadro externo sem tendência clara.

O Ibovespa subiu 0,02 por cento, a 48.150 pontos, renovando máxima desde 9 de outubro. O giro financeiro totalizou 5,9 bilhões de reais.

Wall Street não mostrou uma tendência firme nesta segunda-feira, com o S&P 500 firmando-se no vermelho à tarde, em meio à cautela antes do feriado do Dia de Ação Graças no final da semana.

A sessão na bolsa paulista, principalmente a parte da manhã, foi marcada por ajustes ao movimento dos ADRs (recibos de ações negociados nos Estados Unidos) brasileiros na sexta-feira em Wall Street, quando não houve negociação no pregão local em razão do feriado do Dia da Consciência Negra.

DESTAQUES

=PETROBRAS fechou com as ações preferenciais em alta de 3,06 por cento e os papéis ordinários com avanço de 3,58 por cento, ainda sob efeito da repercussão de eventual reforço na estrutura de capital da empresa, além de divulgação pela companhia de que a extração de petróleo e gás no Brasil está se normalizando após a maioria das entidades sindicais ter aprovado o encerramento da greve dos petroleiros. A volatilidade do petróleo e ajustes ao avanço dos ADRs da estatal na sexta-feira serviram de pano de fundo para a alta.

  Continuação...