Pfizer-Allergan levará fusões na área de saúde acima de US$600 bi em 2015

segunda-feira, 23 de novembro de 2015 18:29 BRST
 

(Reuters) - O iminente acordo da Pfizer para comprar a fabricante do Botox Allergan por mais de 150 bilhões de dólares vai coroar uma corrida iminente para fusões e aquisições no setor de saúde, levando o valor total das negociações em 2015 para mais de 600 bilhões de dólares.

Ajudado por financiamentos baratos, o setor de saúde tem visto uma onda sem precedentes na atividade de fusões desde o início de 2014, se estendendo desde grandes farmacêuticas comprando rivais menores à consolidação entre fabricantes de medicamentos genéricos e acordos entre seguradoras.

A aquisição da Allergan pela Pfizer, que pessoas familiarizadas com o assunto disseram ter tido aval do conselho no domingo, fará a indústria de saúde saltar ao primeiro posto em negociações por setores, à frente de ambos os setores de energia e tecnologia.

Dados da Thomson Reuters mostraram que as fusões e aquisições na indústria de saúde no fim da última semana já atingiram 460,2 bilhões de dólares, superando o recorde do ano de 392,4 bilhões de dólares em 2014. As fusões em energia ficaram em 572,4 bilhões de dólares e as de alta tecnologia em 514,4 bilhões.

O acordo entre Pfizer e Allergan é o maior da história no setor de saúde, superando o recorde anterior de 1999, quando a Pfizer comprou a Warner-Lambert por 90 bilhões de dólares para ganhar o controle do medicamento contra colesterol Lipitor.

(Por Ben Hirschler)