Wall Street recua após semana de fortes ganhos; Pfizer e Allergan pesam

segunda-feira, 23 de novembro de 2015 20:22 BRST
 

Por Sinead Carew

(Reuters) - As ações norte-americanas fecharam levemente em baixa nesta segunda-feira, em um dia de calmaria nos negócios em Wall Street após os fortes ganhos da semana passada, enquanto um grande acordo no setor de saúde não conseguiu impressionar investidores.

O índice Dow Jones caiu 0,17 por cento, a 17.792 pontos, o S&P 500 recuou 0,12 por cento, para 2.086 pontos, enquanto o Nasdaq caiu 0,05 por cento, a 5.102 pontos.

O acordo anunciado pela Pfizer, que deve ser o maior da história do setor de saúde, fez as ações da companhia caírem 2,6 por cento, se tornando uma das principais pressões sobre o S&P. A empresa-alvo Allergan recuou 3,4 por cento, após o anúncio do negócio de 160 bilhões de dólares.

"Hoje (segunda-feira) foi um dia chato, a menos que você estivesse envolvido com Pfizer ou Allergan. Longe disso, é uma espécie de (mercado) sem rumo", disse o chefe de operações de vendas da ITG, Brian Fenske, em Nova York.

"Ninguém ficou em pânico quando o mercado começou a cair. Não havia realmente um volume pesado."

Analistas disseram que a decepção com a junção da Pfizer e Allergan foi alimentada por uma expectativa de economia com o negócio menor do que a esperada em uma transação tão complexa, questões antitruste, além de um possível atraso no plano da Pfizer de se dividir em duas empresas.

Depois da melhor desempenho semanal do S&P 500 no ano, os investidores não se impressionaram com os dados econômicos divulgados nesta segunda-feira e alguns continuaram preocupados com a possibilidade do crescimento ser mais lento do que o esperado, disse Stephen Massocca, vice-presidente de investimento da Wedbush Equity Management LLC, em San Francisco.

"Tivemos uma grande alta na semana passada e não é surpresa ver depois uma correção do mercado", disse Massocca.

(Reportagem adicional de Abhiram Nandakumar, em Bengaluru)