Demanda doméstica impulsiona crescimento da Alemanha no 3º tri

terça-feira, 24 de novembro de 2015 07:13 BRST
 

BERLIM (Reuters) - Uma alta no consumo privado da Alemanha e gastos públicos maiores devido aos refugiados mais do que compensaram a fraqueza no comércio internacional, ajudando a maior economia da Europa a obter crescimento, ainda que lento, no terceiro trimestre.

A Agência Federal de Estatísticas confirmou a estimativa preliminar de que o Produto Interno Bruto (PIB) ajustado sazonalmente cresceu 0,3 por cento no trimestre entre julho e setembro, após expansão de 0,4 por cento entre abril e junho.

(Reportagem de Michael Nienaber e Klaus Lauer)

 
Bandeira nacional alemã vista em Berlim.   02/11/2014   REUTERS/Fabrizio Bensch