Mercados asiáticos terminam se direção comum, principal índice tem queda

terça-feira, 24 de novembro de 2015 08:03 BRST
 

Por Lisa Twaronite e Hideyuki Sano

TÓQUIO (Reuters) - As ações asiáticas terminaram sem direção comum nesta terça-feira após uma megafusão do setor de saúde falhar em impressionar os índices acionários dos Estados Unidos.

Às 7h56 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão tinha queda de 0,12 por cento, após passar a sessão oscilando entre o território positivo e negativo.

O índice Nikkei do Japão encerrou a sessão agitada com ganho de 0,23 por cento, em seu primeiro dia de operações nesta semana. Os mercados japoneses ficaram fechados na segunda-feira devido a um feriado nacional.

"Nós já passamos pelos resultados das empresas japonesas agora e o foco está de volta à China, onde operadores locais estão falando sobre reformas no mercado, muitas das quais têm impactos diretos no mercado", disse o diretor de gestão do Parry International Trading, Gavin Parry.

As ações chinesas devolveram as perdas de mais cedo na sessão, fechando as operações com pequena valorização. O índice CSI300 das maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen subiu 0,01 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,15 por cento.

Na segunda-feira, os índices acionários dos EUA tiveram modestas perdas após o plano da Pfizer de aquisição da Allergan em um acordo de 160 bilhões de dólares rapidamente receber críticas de políticos como uma ação para a companhia evitar impostos.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,23 por cento, a 19.924 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,35 por cento, a 22.587 pontos.   Continuação...