Ações europeias fecham em queda com aumento das tensões após derrubada de avião russo

terça-feira, 24 de novembro de 2015 17:14 BRST
 

Por Danilo Masoni e Atul Prakash

MILÃO/LONDRES (Reuters) - As ações europeias fecharam em suas mínimas de uma semana nesta terça-feira, com crescentes tensões geopolíticas geradas pela derrubada de um avião de guerra russo perto da fronteira síria afastando investidores de ativos de risco.

As ações de empresas relacionadas a viagens foram as mais atingidas, após os Estados Unidos emitirem um alerta sobre viagens, enquanto o sentimento do investidor também foi abalado por revisões decepcionantes de empresas como a Zodiac Aerospace.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, fechou em queda de 1,26 por cento, a 1.481 pontos. Na semana passada, o índice alcançou o nível mais alto em três meses com esperanças de estímulo monetário do Banco Central Europeu (BCE).

"Com os mercados de ações definitivamente longe das mínimas de setembro, com as expectativas de novos estímulos pelo BCE e a percepção de que o Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos) vai elevar os juros gradualmente, a derrubada do avião de guerra russo, combinado com o alerta alto de terrorismo, poderem ser um gatilho para a realização de lucro", disse o analista da JCI Capital Emanuele Rigamonti.

A Turquia abateu um avião de guerra russo perto da fronteira com a Síria na terça-feira, dizendo que o avião tinha violado repetidamente seu espaço aéreo. Mas o presidente russo, Vladimir Putin, negou a alegação e alertou para "consequências sérias" pelo que chamou de uma "punhalada nas costas".

"O risco agora é que as tensões aumentem ainda mais, e o sentimento piore", disse Rigamonti.

As ações da Zodiac Aerospace caíram até 13,6 por cento após a fornecedora aeroespacial divulgar uma queda de 44,6 por cento em seu lucro principal devido a atrasos na produção em sua problemática divisão de assentos. A ação fechou em queda de 7,7 por cento.

  Continuação...