Levy diz que garantir parte da DRU ajudaria governo a cumprir obrigações

terça-feira, 24 de novembro de 2015 17:28 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou nesta terça-feira que se houver 30 por cento de Desvinculação das Receitas da União (DRU) já daria espaço para o governo cumprir suas obrigações, facilitando a gestão pública.

"A DRU é um mecanismo que facilita o financiamento dos investimentos públicos", afirmou Levy em audiência na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, citando como exemplo o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A DRU é um mecanismo que desengessa o Orçamento ao permitir ao governo usar livremente parte dos recursos financeiros. A prorrogação do instrumento, que acabaria no fim do ano, é apontada como importante pelo Palácio do Planalto, em um momento em que tenta o governo tenta reequilibrar as contas públicas. O governo solicitou a prorrogação da DRU por oito anos.

Para o ministro, a DRU é um tema nacional, e não apenas federal, uma vez que também poderia beneficiar governos estaduais e municipais.

O ministro voltou a afirma que uma política fiscal disciplinada ajuda o Banco Central a reduzir a taxa básica de juros.

(Reportagem de Alonso Soto)