Ucrânia diz que parou de comprar gás russo e Gazprom corta suprimento

quarta-feira, 25 de novembro de 2015 15:47 BRST
 

KIEV/MOSCOU (Reuters) - O impasse sobre os preços de gás natural entre Rússia e Ucrânia se intensificou nesta quarta-feira com a exportadora russa Gazprom (GAZP.MM: Cotações) anunciando que iria suspender as entregas e Kiev afirmando que encontraria oferta mais barata na Europa.

Moscou e Kiev se chocaram sobre o preço do gás repetidamente nos últimos anos e a anexação da Crimeia agravou as relações.

"O governo decidiu mandar a (empresa estatal de energia) Naftogaz parar de comprar o gás russo. Não é que eles não estão nos entregando o gás, é que nós não estamos comprando", afirmou o primeiro-ministro Arseny Yatseniuk, em uma reunião do governo.

"Estamos fazendo isso porque as ofertas de preço de nossos parceiros europeus são significativamente melhores do que as do nosso vizinho do norte", disse ele.

Não ficou claro se as empresas privadas ucranianas ainda poderiam importar gás russo no futuro.

(Reportagem adicional de Barbara Lewis, em Bruxelas)

(Por Pavel Polityuk e Maria Kiselyova)