Bovespa fecha em queda de 3% pressionado por nervosismo com prisões da Lava Jato

quarta-feira, 25 de novembro de 2015 17:09 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em forte queda nesta quarta-feira, em meio ao nervosismo de investidores após as prisões do líder do governo no Senado, senador Delcídio do Amaral (PT-MS), e do presidente do banco de investimento BTG Pactual, André Esteves, no âmbito da operação Lava Jato.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa caiu 3,13 por cento, a 46.770 pontos. O giro financeiro totalizava 6,7 bilhões de reais.

As units do BTG Pactual, que não estão no Ibovespa, derreteram quase 30 por cento, a 22,20 reais, mínima histórica, contaminando Itaú Unibanco e Bradesco, que desabaram quase 5 por cento, pesando no Ibovespa. Petrobras também pressionou, despencando mais de 6,5 por cento nas duas classes de ações.

(Por Paula Arend Laier)