Demanda por voos domésticos da Gol cai mais que oferta em outubro

quarta-feira, 25 de novembro de 2015 20:03 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia aérea Gol (GOLL4.SA: Cotações) informou nesta quarta-feira que a demanda por voos domésticos da empresa caiu a um ritmo maior que o corte de oferta promovido pela empresa no período, em meio a retração da economia, que atingiu também o segmento internacional.

Enquanto a oferta doméstica da Gol recuou 5,1 por cento em outubro sobre o mesmo período do ano passado, a demanda caiu 9 por cento, o que levou a taxa de ocupação a recuar 3,3 pontos percentuais, a 76,1 por cento.

Segundo a empresa, o corte na oferta em outubro ficou em linha com a previsão de redução nos assentos disponíveis nos voos domésticos da empresa para o quarto trimestre, da ordem de 5 a 7 por cento.

No segmento internacional, o quadro visto no segmento doméstico se repetiu, mas em menor intensidade. Com queda de 1,8 por cento na oferta e recuo de 4,7 por cento na demanda, fazendo o nível de ocupação das aeronaves encolher 2,2 pontos percentuais, a 70,8 por cento. A previsão da Gol para o segmento internacional no quarto trimestre é de queda de 7 a 8 por cento na oferta.

Diferente de meses anteriores, a Gol não informou detalhes sobre indicadores de receita por passageiro e também sobre índice de preços de passagens aéreas, conhecido como "yield".

No final de outubro, a empresa havia divulgado que o yield do terceiro trimestre havia caído 3 por cento sobre o mesmo período do ano passado, no período a empresa apurou prejuízo líquido de 2,1 bilhões de reais.

(Por Alberto Alerigi Jr.)