26 de Novembro de 2015 / às 09:24 / 2 anos atrás

BHP Billiton diz que rejeitos de rompimento de barragem em MG são quimicamente estáveis

Janela de casa destruída em Bento Rodrigues após rompimento de barragem da Samarco em Minas Gerais. 09/11/2015 REUTERS/Ricardo Moraes/

MELBOURNE (Reuters) - A BHP Billiton disse nesta quinta-feira que os rejeitos na lama liberada com o rompimento da barragem da mineradora Samarco em Minas Gerais e que poluíram o Rio Doce estão quimicamente estáveis e não mudarão sua composição na água.

As declarações da BHP, que é proprietária da Samarco juntamente com a Vale, vêm depois de a Organização das Nações Unidas afirmar que a lama do rompimento das barragens é tóxica.

Por Sonali Paul

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below