Chile tem condições únicas para indústria de energia solar, diz Bachelet

quinta-feira, 26 de novembro de 2015 12:38 BRST
 

SANTIAGO (Reuters) - O Chile possui condições únicas para o desenvolvimento de uma indústria de energia solar, e o governo buscará apoiar um programa estratégico para o setor, disse nesta quinta-feira a presidente do país, Michelle Bachelet.

A presidente destacou que o deserto ao norte do Chile recebe a maior irradiação solar do mundo, o que, combinado com a exploração de lítio, utilizado em tecnologias de armazenamento de energia, proporciona vantagens para o setor.

"Não existe nenhum país no mundo que reúna no mesmo território, simultaneamente, essas mesmas condições", afirmou Bachelet, na abertura de um importante fórum empresarial.

"O aproveitamento desses potenciais com desenvolvimento tecnológico nos permitirá criar uma indústria de ponta, capaz de exportar serviços e usinas solares, transformando-nos em um líder nesse nicho de mercado", afirmou a presidente, sem detalhar os planos.

O Chile tem apoiado o desenvolvimento de fontes renováveis de energia, como solar e eólica, para enfrentar uma escassez de suprimento por fontes convencionais e ampliar sua matriz elétrica nos próximos anos, com o objetivo de atender a demanda gerada pelo crescimento econômico.

No país, maior produtor mundial de cobre, operam importantes empresas do setor de renováveis, como a italiana Enel Green Power, a norte-americana Sunedison e as espanholas Abengoa e Acciona.

(Por Fabián Andrés Cambero)