Investidores caçam barganhas no setor de petróleo da Noruega

quinta-feira, 26 de novembro de 2015 15:11 BRST
 

STAVANGER/OSLO, Noruega (Reuters) - Investidores de private equity estão comprando ativos do setor de petróleo da Noruega, atingido pela crise, apostando em uma recuperação nos preços do petróleo, cortando acordos com empresas de energia cujo foco está em outros locais e estão felizes em gerar algum dinheiro.

O bilionário russo Mikhail Fridman e Sam Laidlaw, ex-presidente-executivo da concessionária de serviços públicos britânica Centrica, estão entre aqueles que estão comprando ou buscando ativos nos campos existentes nos mares ao longo da costa da Noruega.

O interesse desses investidores é uma dádiva para empresas de petróleo indo para o vermelho, com a queda nos preços do petróleo, que não demonstra sinais imediatos de que irá acabar.

"Para o mercado significa que você traz capital adicional, o que é bom no ambiente de hoje", disse Martin Borthne, chefe de operações e projetos da Total Norway. A petroleira francesa Total vendeu, no mês passado, uma fatia em um campo norueguês.

Os investidores de private equity estão preparados para assumir o risco de investir a este ponto, visando obter suas recompensas se os preços do petróleo se recuperarem nos próximos anos.

"É bastante natural que eles entrem em um ambiente de preços baixos e estejam dispostos a assumir o risco de um aumento nos preços do petróleo daqui para frente", afirmou à Reuters Karl Johnny Hersvik, chefe da empresa de petróleo Det norske.

(Por Stine Jacobsen e Gwladys Fouche)