27 de Novembro de 2015 / às 11:25 / 2 anos atrás

Anec vê desafio para Brasil na exportação de soja diante de grandes estoques

Homem observando plantação de soja em Barreiras, Bahia. 06/02/2014Ueslei Marcelino

SÃO PAULO (Reuters) - Os exportadores de soja do Brasil terão um desafio adicional na posição de líderes mundiais diante de um crescimento nos estoques globais do grão na temporada 2015/16, após grandes colheitas nos Estados Unidos e na América do Sul, disse o presidente da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), Luis Barbieri.

"Estamos vivendo uma recomposição de estoques mundiais de soja em níveis que poucas vezes vimos, esse é um desafio, precisamos buscar eficiência", afirmou Barbieri, também executivo no Brasil para oleaginosas da multinacional Louis Dreyfus, empresa francesa que é uma das maiores tradings globais de grãos, durante jantar para celebrar os 50 anos da Anec, na noite de quinta-feira.

Ele se referia à pressão sobre os preços internacionais exercida por grandes colheitas nos principais produtores mundiais. Os EUA, os maiores produtores globais, terminaram de colher uma grande safra, enquanto o Brasil e a Argentina estão plantando o que pode ser uma nova colheita recorde.

Por Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below